Return to site

Ruas mais seguras com o domínio das calçadas

O conceito de Jane Jacobs dos "olhos da rua" e a segurança pública

· Jane Jacobs,walkability,Seguranca

Olhos da rua

As cidades são lugares ocupados pelas pessoas em que percepções, experiências e atividades são desenvolvidas de maneira cotidiana.

A qualidade dos espaços públicos determina o uso que é dado a partir das pessoas, assim como as condições de seu entorno. Lugares acessíveis, com opções de lazer e atrativos terão um aspecto de maior qualidade e segurança, enquanto lugares isolados, descuidados passarão a ser evitados pelas pessoas.

Segurança pedestre walkability

Jane Jacobs foi uma das principais figuras a debater a relação que existe entre e apropriação dos espaços e a sensação de segurança. Ela desenvolveu o conceito dos "olhos da rua". Esse conceito nada mais é do que a presença de pessoas que involuntariamente acabam exercendo o papel de vigiar a segurança urbana.

Para Jacobs, o principal atributo de um centro urbano próspero é as pessoas se sentirem seguras e protegidas na rua, mesmo em meio a tantos desconhecidos. Quando uma rua ou calçada é transitada com frequência, ou ocupada por alguma atividade, sua usabilidade é maior.

Moradores em suas janelas, comerciantes em frente aos estabelecimentos, desconhecidos que circulam pelas calçadas, só o fato de haver movimento próximo a rua já torna o espaço mais seguro e convidativo. Isso significa que mesmo com a presença de estranhos, há ainda assim uma maior sensação de segurança

Condições de segurança

Para que os olhos da rua funcionem há uma série de parâmetros urbanos que devem existir para auxiliar na atuação social involuntária. Dentre as principais estão:

  • Boas condições de infra estrutura com calçadas bem pavimentadas
  • Ruas acessíveis
  • Espaços para caminhar
  • Conexões entre os edifícios e as calçadas
  • Atratividade 
  • Boa iluminação.

Além da presença das pessoas, os edifícios devem fazer seu papel e estarem voltados para a rua. Jane Jacobs também foi crítica a esse quesito. Ela dizia que quando se prepara a rua para receber pessoas, os prédios precisam ser pensados de forma que o lado mais movimentado se comunique com a calçada. Quando isso não acontece a rua fica cega.

Uma solução apontada para gerar movimento é a disposição de estabelecimentos ao longo da rua, tornando a calçada um local de passagem para ir de um ponto a outro. Todas as estratégias voltadas a segurança devem incorporar os quesitos básicos do planejamento urbano.

 

Mas além dos pontos de projeto, é fundamental levar em conta as funcionalidades sociais, a escala humana. Só assim "os olhos da rua"e todos os conceitos defendidos por Jacobs podem ser alcançados de forma benéfica.

Leia mais

O que acha dos olhos da rua? Comente!

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly