Return to site

8 princípios fundamentais do consumo consciente

Conceitos importantes do consumo consciente para os negócios e para os consumidores

· Consumo Consciente,Impacto,Cidadania

O modo como consumimos

Os padrões de consumo sofreram diversas alterações ao longo do tempo. Uma maior importância começou a ser dada recentemente sobre a forma como compramos e vendemos produtos e serviços.

Tanto consumidores quanto as empresas tem se atentado mais para a responsabilidade social e ambiental dos produtos. Isso alavancou as vendas de produtos e serviços responsáveis, que garantem procedência e qualidade.

Pensando nisso, o site The Business Of Fashion elencou os 8 fatores que definem o novo modo como consumimos e vendemos. Os itens são responsivos tanto para consumidores quanto para as empresas.

Os princípios

1. Transparência

Os clientes atuais acompanham de perto as questões sociais e ambientais das marcas e as condições de trabalho. Responder de forma transparente e honesta pelos produtos garante uma melhor relação com o consumidor, gerando fidelidade com a marca e uma melhor tomada de decisão na hora da compra.

2. Valores autênticos

Marcas que oferecem autenticidade e uma história atrelada aos valores da empresa saem na frente no quesito do consumo consciente. As compras são quase sempre guiadas pela história que a marca conta e falsidade, desrespeito às questões essenciais desestimulam e inibem os consumidores.

3. Processos sustentáveis

Esse é um dos fatores chave para o consumo consciente. Garantir meios de produção e matérias primas sustentáveis funcionam como um pilar para venda de produtos responsáveis. O acompanhamento de toda cadeia do consumo tem sido crescente nos últimos tempos e a garantia de serviços e produtos sustentáveis se tornou primordial.

Consumo Consciente

Está gostando? Cadastre-se no nosso mailing e receba conteúdo exclusivo

4. Ajudar os clientes a alcançarem objetivos pessoais

Outra estratégia usada por empresas e marcas é a de auxiliar os clientes a atingirem objetivos pessoais. Vemos muitas vezes isso aliada à saúde e bem estar, mas qualquer atitude que aproxime as pessoas de um estilo de vida desejado já se enquadra dentro dos novos padrões de consumo.

5. Preços compatíveis

O preço justo é quase uma consequência dos processos transparentes. Como clientes, nos atentamos à relação custo benefício que muitas vezes está atrelada à qualidade do produto. Compra-se não só pelo preço, mas pela história e pela durabilidade. O consumidor consciente está atento às marcas que barateiam os produtos em cima de questões duvidosas de trabalho e produção.

6. Serviços eficientes

Mais do que tudo os clientes gostam de se sentir ouvidos. Marcas que oferecem serviços eficientes e rápidos tornam-se mais atraentes ao consumidor moderno. A resolução de insatisfações e reclamações de forma rápida e atenciosa pode ser crucial para a retenção de consumidores.

7. Abraçar a economia solidária

A nova tendência de consumo visa o compartilhamento. Diversas empresas funcionam já dentro desse modelo mais solidário que otimiza tempo e recurso. Os novos olhares estão voltados para a divisão entre as pessoas tornando efetivo o consumo, compartilhando os bons resultados, evitando o desperdício e a compra impulsiva.

8. Reconhecer a individualidade

A personalização e unicidade tem feito muito sucesso dentro da nova economia. Produtos, produtores e serviços locais ganham prioridade dos consumidores conscientes. Prezar pela individualidade e especificidade gera uma demanda entre grupos semelhantes que buscam resultados únicos. Respeitar as diferenças e ainda assim conseguir oferecer resultados parecidos é um desafio para as empresas.

O que você acha do consumo consciente?

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly