Return to site

4 impactos urbanos gerados pela revitalização da Praça Villaboim

Conheça a história da revitalização e baixe o Relatório Impacto Urbanos da Praça

· villaboim,Revitalização,Adocao de Pracas,Impacto,Pracas

O início da revitalização

Muitas pessoas que hoje passam e frequentam a Praça Villaboim não conhecem os esforços realizados por trás do processo participativo que revitalizou o local. Em meados de 2013, um grupos de moradores e comerciantes se uniu para impedir que a histórica figueira plantada por Fernando Villaboim fosse retirada pela prefeitura. Depois de muita resistência, a recém-formada comunidade teve sucesso, e a partir disso resolveram continuar a lutar por melhorias na Praça, e é desse contexto que surge os Amigos da Villaboim.

Com o auxílio das ferramentas da plataforma Praças, foi viabilizada a reforma completa do espaço. Os impactos gerados pelo projeto podem ser sentidos por qualquer pessoa que usufrui da Praça Villaboim e também podem ser vizualizados por meio de dados e gráficos no Relatório Praça Villaboim - Impactos Urbanos que acaba de ser lançado.

As etapas até a transformação

O processo participativo de revitalização da Praça Villaboim se deu por meio de 3 etapas. A primeira, chamada de Mobilização, se deu por meio da organização da comunidade Amigos da Villaboim em prol da reforma e qualificação do espaço público.

Feita a mobilização, aconteceu a etapa de Co-criação, que consiste no debate aberto e democrático, entre os realizadores do projeto, sobre quais deveriam ser as diretrizes do projeto de reforma. Na Praça Villaboim, os realizadores tiveram três diretrizes gerais - processo participativo, valorização da figueira e valorização histórica - que direcionaram oito objetivos projetuais.

Tendo o projeto de reforma resolvido, a comunidade passou à etapa de Transformação do local, que consistiu na arrecadação financeira para a viabilização do projeto, através de financiamento coletivo e patrocínio de empresas.

Os 4 impactos estruturais

Toda transformação no espaço público gera impactos, e os que foram mensurados na Praça Villaboim mostram como o design colaborativo e a participação popular podem mudar e qualificar um local. Quatro grandes impactos estruturais foram identificados com base nas mensurações realizadas pela equipe do Praças:

1. Da passagem à permanência

A praça passou de um local de passagem a um espaço que as pessoas vão como destino final.

2. Espaço social e coletivo

A praça passou à agregar mais pessoas em grupo, num cenário anterior onde a grande maioria das pessoas ficavam sozinhas na praça. Além disso, as atividades realizadas pelos usuários passaram a ser mais recreativas e menos introvertidas.

3. As mulheres e o espaço

Outro fator importante foi o aumento significativo da presença de mulheres em todos os horários do dia, o que indica que a sensação de segurança e bem-estar no local também aumentaram.

4. O surgimento das crianças

Com a transformação, um novo público surgiu na Praça Villaboim: as crianças. Com a reforma do parquinho e requalificação do piso e locais de estar, o ambiente se tornou mais atraente para famílias e para a recreação infantil.

Baixe o relatório

Para saber mais sobre os impactos urbanos gerados pela revitalização da Praça Villaboim, baixe o primeiro relatório da série Impactos Urbanos do Praças, e conheça o que o poder das comunidades pode fazer com os nossos espaços públicos.

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly