Return to site

4 Hortas urbanas para se inspirar e fazer a sua

A revolução das hortas urbanas nas cidades e exemplos para serem seguidos

· Cidadania,Meio Ambiente,Horta Urbana,Praça,São Paulo

Hortas da cidade

Os benefícios de se criar uma horta são diversos. No ambiente urbano, as hortas propiciam um maior contato com a natureza, um envolvimento de vizinhança, alívio do stress e ansiedade e ajuda no resgate da manutenção do verde e da biodiversidade.

Os movimentos comunitários para a criação de hortas nas cidades tem crescido ao longo dos anos. Em diversos centros urbanos, pessoas se reunem para plantar, colher e cultivar com o intuito de produzir o próprio alimento e com fins educativos.

Em São Paulo, alguns movimentos surgiram em prol das hortas. Confira as principais hortas em operação e ativação da cidade:

Horta das Corujas

Localizada na Praça das Corujas, na Vila Madalena a horta surgiu em 2012. É uma horta comunitária, qualquer pessoa pode aparecer para auxiliar no cultivo dos alimentos. A intenção era de que a horta fosse um local educativo, em que os voluntários além de cultivar pudessem também ensinar.

Foto: Gui Morelli/Editora Globo

Horta do Ciclista

Localizada na Praça do Ciclista em plena avenida Paulista a horta surgiu do movimento Hortelões Urbanos de São Paulo. O cultivo começou em 2012 com a intenção de cultivar e educar os participantes. A iniciativa aproxima o movimento dos hortelões e dos ciclistas na defesa de cidades mais humanas.

Foto: Site Japa Girl

Horta do CCSP

A horta do Centro Cultural começou em 2011. Localizada na Avenida Vergueiro o espaço conta com voluntários que se responsabilizam pela rega, adubação, poda e plantio das mudas e plantas. As atividades na horta tem cunho agroecológico e oferece uma troca de experiências sobre práticas de agricultura na cidade.

Foto: Sustentarqui

Horta da Gastão Vidigal

A Praça Gastão Vidigal está com a mais recente construção de horta comunitária. O projeto surgiu em 2017 a partir de vários moradores do entorno que desejam criar um espaço educativo de cultivo a partir de um senso geográfico do espaço.

A horta deverá ser criada no canteiro central da Praça e levará em conta a posição e incidência solar, a construção com materiais sustentáveis e gestão compartilhada. O projeto está aberto para receber contribuições até o dia 15/12. Basta acessar aqui.

Colhendo benefícios

A importância desses movimentos está na reaproximação dos eixos ambiental, social e urbano. A existência de hortas nas cidades é um resultado de pessoas atuando da construção de cidades mais sustentáveis, educativas e participativas.

A agricultura urbana é um dos fatores que garantem a qualidade das cidades atuais. Esses movimentos em São Paulo são só alguns exemplos de que é possível cultivar no ambiente urbano.

Você conhece algum movimento interessante? Conta pra gente!

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly