Return to site

O que é Adoção Colaborativa de Praças?

Entenda como a sociedade pode contribuir no processo de adoção e como colaborar na sua localidade

· Adocao de Pracas

O que caracteriza uma Adoção Colaborativa, como ela se inicia, e conheça projetos adotados no município de São Paulo.

Inscreva-se na nossa newsletter

Nossas praças e seu estado de abandono

A cidade de São Paulo possui aproximadamente cinco mil praças. Muitas delas não se encontram em bom estado para uso da população, perdendo sua funcionalidade e se caracterizando como um local de risco para as pessoas.

Alguns problemas que as praças abandonadas enfrentam incluem a deposição irregular de resíduos, depredação e atos de vandalismo, proliferação de insetos e ratos e outras características repudiadas pela população.

Exemplo de praça abandonada e degradada

A maioria das praças adotadas não são praças

O município de São Paulo possui o Programa Adote uma Praça, que é revisado a cada nova gestão como já contamos aqui. Em cada nova atualização do programa são feitas melhorias e tentativas de diminuir a burocracia enfrentada por quem deseja entrar no processo de adoção de uma praça.

A maioria da praças adotadas são na verdade rotatórias ou canteiros centrais

Atualmente pouco mais de 10% das praças estão sendo cuidadas a partir dos projetos de adoção. Entretanto, esses locais atualmente adotados são em sua grande maioria áreas verdes pouco utilizadas, como rotatórias e canteiros centrais, gerando impacto irrelevante a melhoria do bairro.

Exemplo de canteiro central adotado. Impacto irrelevante para a melhoria do bairro

O que é Adoção Colaborativa de Praças?

A Adoção Colaborativa é uma ferramenta criada pelo Praças na busca por uma solução sustentável para eliminar definitivamente o problemas das praças abandonadas e degradadas. Essa ferramenta criada para estimular a adoção de praças "reais" (não canteiros centrais ou rotatórias) se fortaleceu a partir da observação de iniciativas comunitárias bem sucedidas que vêm surgindo ao longo dos últimos anos.

Grupos de moradores e associações de condomínios possuem uma grande possibilidade de participar ativamente na melhoria de seus bairros. Muitos já realizam essas ações de forma informal, coletando recursos via "vaquinhas" entre vizinhos com o objetivo de promover melhorias nos espaços públicos sem auxílio direto. Em outros casos, grupos constituem associações de amigos da praça que na prática tem o mesmo objetivo, porém com uma estrutura mais formal.

Entretanto, essas belas iniciativas acabam perdendo fôlego com o passar do tempo, devido a uma série de transtornos que vão surgindo com o desenvolver dos projetos:

  • barreiras legais no diálogo com o poder público
  • dificuldades no engajamento na comunidade
  • problemas para manter um grupo organizado a longo prazo
  • inexistência de um modelo estruturado de coleta das colaborações
  • falta de credibilidade pelos vizinhos e suspeitas de corrupção com o dinheiro coletado

A ferramenta que faltava

O Praças oferece uma plataforma de adoção colaborativa de praças criada para a população e para indivíduos que desejam gerar impacto positivo na cidade. A inovação se dá pela facilitação dos processos participativos da adoção, sem que haja dor de cabeça e de forma que os resultados cheguem de forma transparente e eficiente.

A Adoção Colaborativa é um conceito derivado da Economia Colaborativa. Uma nova tendência que visa o compartilhamento de recursos, serviços e bens sustentada pelo tripé: pessoas, tecnologia e sustentabilidade. No caso a Adoção Colaborativa é uma forma de dividir responsabilidades, resultados e benefícios voltados ao espaço público. Estimulando e criando o processo de adoção colaborativa, que funciona de maneira simples, a partir de um financiamento coletivo (crowdfunding) recorrente.

Com isso a ferramenta criada pelo Praças, oferece facilitação nos processos de adoção tendo com benefício:

  • articulação e responsabilização jurídica da adoção frente ao poder público 
  • criação de uma rede social da vizinhança engajando novos vizinhos
  • agenda colaborativa para atividades culturais e eventos no bairro
  • gestão profissional dos prestadores de serviços como zeladores e jardineiros
  • sistema de coleta financeira simples e automática
  • estrutura transparente com prestação de contas mensais 

Uma iniciativa real de Adoção Colaborativa

Uma conversa participativa uniu o interesse em criar melhorias na praça Vilaboim com o objetivo de gerar mais oportunidades das pessoas usufruirem do espaço público. Por isso, o projeto dos Amigos da Villaboim chegou até o Praças, que articula e trabalha em conjunto com os moradores e comerciantes captando a administrando recursos para criar um programa de melhorias e manutenção do espaço. Ou seja, um grupo de pessoas e comerciantes contribui mensalmente com o intuito de criar novas possibilidades para a praça Villaboim.

Todos os moradores, comerciantes e empresários que tenham interesse em ver e participar da revitalização da praça de forma colaborativa podem contribuir. A contribuição dos Amigos da Villaboim por exemplo é voluntária, cada um decide o valor que está disposto a colaborar, e é recorrente (mensal). São estabelecidos valores mínimos para tentar alcançar metas pré estipuladas que viabilizam diferentes projetos para a praça. Quanto maior o valor arrecadado, maior será o impacto gerado. A contribuição gera impacto e reconhecimento.

Veja o vídeo da campanha de Adoção Colaborativa da Villaboim

Deixe seu comentário:

All Posts
×

Almost done…

We just sent you an email. Please click the link in the email to confirm your subscription!

OKSubscriptions powered by Strikingly